Palavra de especialista : O eczema do bebé - uma urgência terapêutica

Sex, 15/04/2016 - 17:00
O eczema do bebé:  uma urgência terapêutica

Pelo Dr Jacques ROBERT

Educação terapêutica na,Dermatite Atópica

Centre Hospitalier Lyon Sud

69495 Pierre Bénite cedex (França

Este artigo é um apelo a que sejam tratados de forma precoce os bebés com risco elevado de desenvolver eczema. Existe um risco elevado se um dos pais sofre de alergias. De forma precoce, quer dizer: assim que for notada uma leve secura deve-se “untar” intensamente a pele e, ao primeiro sinal de inflamação, deve-se aplicar um dermocorticóide.

É fácil diagnosticar o eczema no bebé

  • Entre 15 e 20% dos bebés nascem com uma pele seca e quando atingem os dois meses de idade esta secura é claramente perceptível nas bochechas, cuja pele apresenta um toque “áspero”. Trata-se de uma xerose, e a designação comercial de muitos produtos emolientes começa precisamente por “Xer”.
  • Surgem em pouco tempo zonas inflamatórias, vermelhas e que provocam comichão. Estas zonas são focos onde se instala a dermatite e onde esta é susceptível de reaparecer: as bochechas e o contorno da boca, a parte posterior das orelhas, as costas da mão.
  • Por vezes, alguns membros da família (pai, mãe, irmãos) sofrem de uma doença alérgica. O bebé poderá ter herdado um terreno alérgico denominado atopia. Por essa razão a doença é conhecida por dermatite atópica (DA) ou eczema atópico. A atopia aumenta o risco de, para além da doença cutânea, surgir também uma alergia alimentar, asma... Por esta razão, é necessário tratar a pele o quanto antes.
  • Ou seja, eczema = xerose + lesões inflamatórias + prurido

Xerosi delle guance, 3 mesi

Xerose das bochechas, 3 meses

Como foi possível medir a pele seca com risco de eczema no bebé ?

  • Medindo a perda de água através da pele (medição transepidérmica) dos recém-nascidos com 2 dias  e depois com 2 meses de idade, graças a um método não invasivo e não doloroso. Trata-se de uma medição da função de barreira da pele.
  • Foram incluídos 1903 recém-nascidos e observados durante um ano.
  • Aos 12 meses, 15,53% eram portadores de DA, o que tinha sido previsto aos 2 dias de vida e de forma ainda mais afirmada aos 2 meses (com base num estudo estatístico); Kelleher M et al. J Allergy Clin Immunol 2015, 135 (4)

 

Apparecchiatura per la misurazione della perdita d’acqua transepidermica

Aparelho de medição da perda de água transepidérmica

Principais benefícios de um tratamento precoce

O tratamento precoce da xerose evita o aparecimento de eczema num em cada dois casos. De entre as publicações sobre este tema, analisemos um estudo recente. 124 recém-nascidos foram selecionados em dois locais (USA e GB) em virtude dos seus antecedentes familiares de alergia. Foram considerados em risco de desenvolver uma doença atópica, incluindo o eczema. Todos, desde o nascimento, beneficiaram de conselhos em matéria de higiene relativos à utilização de sabão não detergente, à temperatura da água do banho e do quarto… Mas sendo o estudo de caráter científico (prospetivo, aleatório, com dois braços): a um grupo de bebés foi aplicado um emoliente sobre todo o corpo pelo menos uma vez por dia, todos os dias durante 6 meses ; o outro grupo não recebeu este tratamento. Resultados: diminuição da incidência da dermatite atópica de 50% no grupo “untado”, relativamente ao grupo de controlo. Simpson LE et al JACI 2014, 134 (4)

 O tratamento precoce do eczema evita que o problema se torne crónico (“Doutor, já não sei o que fazer.”) e uma agravação resultando noutras doenças alérgicas. É no seio do grupo de crianças portadoras de eczema severo (com pontuações clínicas altas) que vamos encontrar o maior número de crianças com alergias alimentares, portadoras de rinite ou de asma. Um dos mais importantes estudos de grupo de bebés portadores de eczema, e no qual nós participámos, foi publicado em 1998 (estudo ETAC). A evolução para uma alergia respiratória ou alimentar vai depender essencialmente da gravidade da dermatite atópica, ou seja, da intensidade das lesões cutâneas. Assim, 40% deste grupo de pequenos europeus apresenta asma alérgica. Mas se observarmos a evolução de um subgrupo portador, desde a sua inclusão, de uma dermatite severa com pontuação alta (SCORAD), a incidência da asma atinge 80%. (ETAC Study Group. Pediatr Allergy Immunol 1998; 9: 116-124 )  

Várias publicações sobre o assunto mostraram que uma barreira cutânea permeável deixa passar moléculas químicas ou orgânicas que são também irritantes ou alergénicas. (J.Just et al; Pediatr Allergy Immunol 2015; 25 et I.Nemoto-Hasebe et al; J Invest Dermatol 2009;129). A inflamação dá origem à alergia, e a alergia agrava a inflamação.

O eczema numular é também uma forma que se observa no bebé, com lesões em forma de medalha. Parece resistente aos que não ousam associar os dermocorticóides aos emolientes. Que pena para o bebé!

Eczema nummulare del neonato

Eczema numular do bebé

Síntese das bases do tratamento

A experiência clínica realizada ao longo de vários anos e a medicina baseada em provas confirmam a necessidade de um tratamento precoce do eczema.  Os três pilares terapêuticos são :

  1. Higiene (ver este capítulo)
  2. Emoliente de manhã e à noite sobre todo o corpo. É o tratamento essencial para a dermatite atópica, com vista a restaurar a barreira cutânea, o preservativo natural.
  3. Dermocorticóides, em quantidade suficiente, uma vez por dia sobre todas as lesões até ao seu desaparecimento. Quanto mais cedo for tratado, menos será tratado ao longo da vida. Não hesitar em aplicar novamente um tratamento local ao mínimo sinal de recaída. Os únicos anti-inflamatórios tópicos que existem para o bebé são os dermocorticóides.

PDF iconeczema-do-bebe-uma-urgencia-terapeutica_pt.pdf