No domínio da higiene e da hidratação

A higiene

  • Temperatura da água entre 32 e 34 ° (o calor aumenta a secura da pele e reactiva a inflamação).
  • Um duche de 5 minutos todos os dias (o calcário seca a pele, o cloro irrita a pele).
  • Fechar a torneira durante o duche (a pele fica menos tempo em contacto com a água).
  • Para os adeptos do banho e para as crianças: acrescentar um produto emoliente líquido no banho para neutralizar a dureza da água. 10 a 15 minutos no máximo, para não ficar demasiado tempo em contacto com a água urbana.
  • Lavar-se com produtos sem sabão (gel ou sabonete dermatológico), pois o PH é mais próximo do PH da pele e isso não acentua a secura cutânea.
  • Lavar o corpo com as mãos (mais higiénico do que uma esponja).
  • Lavar o cabelo com champôs dermatológicos suaves ou de uso frequente.
  • Limpar a cara suavemente.
  • Não utilizar algodão para evitar esfregar e logo, irritar a pele.
  • Emulsionar o produto de limpeza com a ponta dos dedos.
  • Retirar o excesso com um lenço de papel ou remover com água.
  • Terminar pulverizando água termal, secar com toques leves, sem esfregar, para não reactivar o prurido.

A hidratação

 

  • A hidratação quotidiana da pele com um produto emoliente é indispensável.

Suaviza a pele.

Hidrata a pele.

Protege a pele.
 

  • Os benefícios foram comprovados

A função de barreira da pele é restaurada.

As sensações de comichão e irritação diminuem.
 

Algumas recomendações

PDF iconBien_hydrater_en_details_PT.pdf

Pensar em lavar as mãos antes de aplicar o produto emoliente.
Aplicar o produto emoliente uma a duas vezes por dia, conforme a indicação do médico.
Aplicar o produto emoliente depois de cada duche.

O creme aplica-se mais facilmente na pele ligeiramente húmida.

 

Escolher produtos emolientes hipoalergénicos.

Hipoalergénico não significa analérgico.
Os riscos são minimizados.
Todos os constituintes são seleccionados para serem os menos alérgicos possíveis.

Aplicar o produto emoliente em camada fina.

A oclusão na pele lesionada favorece a sobreinfecção.
 

É importante continuar a aplicação do produto emoliente, mesmo se o estado cutâneo parecer satisfatório.