A utilização dos dermocorticoides

Os dermocorticoides são medicamentos utilizados no tratamento local de diferentes afecções dermatológicas desde os anos cinquenta. Trata-se de cremes, pomadas ou loções que contêm cortisona.

Os dermocorticoides são cremes à base de cortisona, utilizados por causa da sua ação anti-inflamatória na pele.

Porquê utilizar dermocorticoides?

São indispensáveis porque só eles permitirão reduzir progressivamente a inflamação (extinção dos fenómenos agudos) e todos os sinais que com ela aparecem:

  • Diminuição das lesões vermelhas e exsudativas
  • Diminuição da vermelhidão e do inchaço
  • Diminuição das placas de espessamento

Inflamacao

Quando usando-los ?

  • Aplicar uma vez por dia, de preferência à noite
  • Recomeçar a aplicação do dermocorticoide assim que as vermelhidões reaparecerem.

Como utilisá-los?

Aplicar o dermocorticoide apenas nas zonas inflamadas, sobre uma superfície um pouco maior, assim que aparecerem as lesões.

Que quantidade?

Para o adulto como para a criança ou o bebé a partir de 3 meses, a fim de se determinar com maior precisão a quantidade de creme a ser aplicada numa dada superfície, pode-se utilizar o método da unidade dedo indicador.

dosage des dermocorticoides pour traiter l'eczema atopique

A unidade dedo indicador corresponde à quantidade de creme colocada com uma só pressão contínua no comprimento da última falange do dedo indicador de um adulto. Esta quantidade, obtida desta forma, permite tratar uma zona de pele correspondente à superfície das duas mãos de um adulto (ou seja, aproximadamente 250 a 300 cm2). Uma unidade dedo indicador corresponde a 0,5g de produto. Um tubo de 30 gramas contém 60 unidades dedo indicador.

O tratamento de grandes superfícies exige uma vigilância do número de tubos utilizados.

Recomenda-se aplicar o produto em pequenas quantidades espaçadas e depois espalhar massajando delicadamente até que ele seja completamente absorvido.

Como utilizar corretamente os dermocorticoides?

  1. Seguir os conselhos do seu médico
  • Em função da localização e do aspeto seco ou exsudativo das placas vermelhas, o médico recomendará um creme, uma pomada ou uma loção.
  • Em função da intensidade das placas, o médico receitará um dermocorticoide mais forte ou mais fraco.
  1. Aplicar a dose certa durante o tempo que for preciso.
  • Aplicá-lo assim que surgirem as vermelhidões e até ao seu desaparecimento completo  (o tempo médio de utilização é de 1 a 2 semanas).
  • Aplicá-lo em quantidade suficiente: obter a dose certa determinando a quantidade segundo a regra (ver acima): uma dose de creme na última falange do dedo indicador corresponde a uma superfície de vermelhidão equivalente a ambas as palmas das mãos.

Regras que devem ser respeitadas

  • Aplicar uma vez por dia, de preferência à noite (exceto para os lactentes, nos quais o corticoide deve ser aplicado de manhã por baixo da fralda para evitar uma maceração durante a noite).
  • Não colocar dermocorticoides no rosto antes de consultar um médico.
  • Interromper imediatamente a aplicação assim que as vermelhidões tiverem desaparecido totalmente e, se estas reaparecerem, aplicar novamente de forma generosa.
  • Não aplicar dermocorticoides em caso de ressudação amarelada, que pode indicar a existência de infeção.

Existem efeitos secundários?

Sim, existem efeitos secundários cutâneos mas só em caso de uma utilização incorreta: um corticoide inadequado e aplicado durante demasiado tempo.

Efeitos secundários cutâneos:

  • atrofia cutânea
  • estrias
  • problemas de pigmentação
  • pequenas vasos sanguíneos aparentes
  • acne no rosto
  • hipertricose
  • sobre-infeções bacterianas, virais, fúngicas

A penetração dos dermocorticóides através da pele é muito reduzida e não tem qualquer consequência geral se estes forem aplicados nas doses recomendadas e durante períodos breves (por esta razão, mais vale aplicar a dose certa que fará efeito em 2 a 3 semanas). Caso contrário, uma dose insuficiente poderá tornar a patologia "crónica". Dito isto, se os dermocorticoides forem aplicados sobre uma superfície ampla e durante um longo período de tempo (atenção à utilização incorreta) numa criança muito jovem, recomenda-se uma verificação regular da curva de peso por parte do pediatra. Da mesma forma, os efeitos secundários (aparecimento de pequenos vasos sanguíneos, afinamento da pele, despigmentação) só aparecem em caso de utilização prolongada (e sobretudo se forem dermocorticoides fortes). No entanto, se tem alguma dúvida ou receio relativamente à utilização dos dermocorticoides, fale com o seu médico, dermatologista ou farmacêutico.

 

Muitas vezes, é feita uma amálgama entre dermocorticoides e corticoides ingeridos por via oral. Muitos pacientes ou pais têm receio de utilizar corticoides. Se tiver alguma dúvida, não hesite em consultar o seu médico ou dermatologista para abordar estas questões.

O seu filho sofre de eczema atópico? Mostre-lhe este filme de animação que explica como aplicar o dermocorticoide.